4Matt Tecnologia

Transformação digital: os impactos para as empresas

transformação digitalEm 1965 o cofundador da Intel, Gordon E. Moore escreveu um artigo para a Electronic Magazine que se tornaria profético. No texto ele apontava que a cada 18 meses o número de transistores nos chips aumentaria em 100%. Isso significa uma capacidade de processamento crescente – é a chamada lei de Moore. Avançamos para 2019 e estamos em plena Transformação Digital.

O fenômeno pode ser considerado como um dos resultados da profecia de Moore sendo concretizada. Pois é, graças à evolução tecnológica que dispomos hoje de recursos capazes de aprimorar os mais variados serviços. Neste cenário as ferramentas desenvolvidas para a Tecnologia da Informação tornaram-se um diferencial competitivo.

As próprias infraestruturas de TI vêm sendo impactadas pelo processo, incorporando desde elementos simples, como mídias sociais, até Big Data e Machine Learning. E esta é apenas a ponta do iceberg. Internet das Coisas (IoT) e inteligência artificial também fazem parte da mistura. Neste artigo você vai descobrir os impactos que esta transformação vem trazendo para as empresas.

Transformação Digital: a experiência do cliente nunca mais será a mesma

Você já deve ter reparado que muitas empresas investem em ações que envolvem realidade estendida e outros recursos interativos. Mais do que simples modismo, estas ideias são baseadas em uma tendência de mercado sólida. Basicamente o que acontece é que os clientes não querem apenas pagar por serviços e produtos.

O que eles realmente consomem hoje são experiências. Isto significa dizer que a forma como uma empresa atende às demandas do seu público consumidor está mudando drasticamente. Com a crescente mobilidade e a adoção da IoT este fenômeno só tende a se intensificar.

Para conseguir se adequar as empresas precisam conhecer o seu público a fundo. E são os dados digitais que permitem a compreensão dos hábitos e anseios destes indivíduos. Por isso, marketing e desenvolvimento de soluções passarão a se alimentar de Big Data e outras fontes capazes de gerar respostas personalizadas.

Melhorias operacionais e mudanças profundas

Se o cliente será atendido cada vez melhor neste cenário, não será apenas por causa dos dados coletados. Afinal, os processos das empresas serão otimizados. Além de aumentarem as tarefas que podem ser automatizadas, mais recursos tecnológicos estarão impactando a jornada de compra do cliente.

Com tantas ferramentas disponíveis, a Transformação Digital acaba eliminando qualquer atividade que consuma excessivamente o tempo dos seus colaboradores. Sobretudo as tarefas repetitivas e burocráticas ficam agora ao encargo de ferramentas inteligentes. Por conta disso, é natural que a produtividade das equipes aumente também.

Devemos considerar ainda que, embora demande investimentos, a tecnologia tende a reduzir custos. Seja pelos ganhos em performance ou pelos desperdícios que são eliminados. Com relação a este último tópico, não podemos esquecer que as ferramentas digitais vieram para criar um cenário sem erros e retrabalhos.

Indo além: computação quântica

Os impactos mencionados nos tópicos anteriores são os principais quando tocamos no assunto deste artigo. Não significa, é claro, que sejam as únicas possibilidades. Atualmente já se fala da chegada de recursos como a computação quântica ao mercado. Em fase inicial, esta tecnologia promete análises preditivas únicas que vão ajudar nas decisões estratégicas das empresas.

Independentemente de qual recurso tecnológico for adotado, a Transformação Digital vai modificar os próprios modelos de negócios atuais. Você pode se aprofundar um pouco mais no assunto conferindo nosso artigo sobre a importância da tecnologia para médias e grandes empresas.

Posts Relacionados

6 Práticas para Garantir a Segurança com ITAM

A Gestão de Ativos de Tecnologia da Informação (ITAM) é um conjunto de práticas comerciais que une as funções financeiras, de inventário, contratuais e de risco para gerenciar o ciclo de vida dos ativos de TI e tomar decisões estratégicas para a empresa. O ITAM é crucial para qualquer organização,

Leia mais »

Desvendando o CMDB: Guia Completo de Perguntas Frequentes

Neste artigo, exploraremos o mundo do CMDB (Banco de Dados de Gerenciamento de Configuração), respondendo às perguntas mais comuns sobre este importante aspecto da gestão de TI. Do significado básico às melhores práticas e sua implementação, vamos mergulhar nas questões essenciais relacionadas ao CMDB. 1. CMDB significa? CMDB é a

Leia mais »

CSDM e ServiceNow: Otimize o Gerenciamento de Serviços!

O Common Service Data Model (CSDM) na ServiceNow é uma estrutura padronizada que ajuda as organizações a estruturar e gerenciar seus itens de configuração (CIs), CMDB (Configuration Management Database) e serviços dentro da plataforma ServiceNow. Ele fornece uma maneira consistente de definir e relacionar diferentes aspectos de serviços de TI

Leia mais »