A importância da tecnologia para médias e grandes empresas

Compartilhe em facebook
Compartilhe em google
Compartilhe em twitter
Compartilhe em linkedin
Compartilhe em email

Acompanhar as transformações do mundo é primordial, sobretudo nos casos de médias e grandes empresas, onde ainda não existe bem definida a posição de CIO ou Diretor de TI. Quando o assunto é tecnologia, fica ainda mais fácil de entender o porquê.

Em primeiro lugar, ela ajuda a manter o negócio atualizado e competitivo em seu setor. Mas, além disso, contar com a tecnologia mostra para o público que a empresa tem seriedade e busca soluções confiáveis e atuais para suas demandas.

Confira as três principais razões que fazem da tecnologia um investimento essencial para empresas médias e grandes, de todos os segmentos.

1. Automação de processos

A tecnologia está presente em setores empresariais que nem imaginamos. Um grande exemplo disso é a automação, que utiliza máquinas e programas para a realização de tarefas antes feitas apenas por humanos.

A chegada da automação tornou possível que máquinas realizassem as tarefas mais básicas e repetitivas da empresa. Enquanto isso, os funcionários puderam utilizar seu potencial em procedimentos estratégicos e administrativos. Dessa forma, a tecnologia da automação representou um grande marco na história das empresas, revolucionando os modos de organização e operação.

Imaginemos uma loja de calçados, por exemplo, com um cliente perguntando se há algum sapato número 40 de determinado modelo disponível.

Antigamente, era preciso checar no estoque, caixa por caixa, se havia o pedido em questão. Caso não encontrasse, era comum ainda que o vendedor recorresse a outras lojas para tentar encontrar o tal sapato.

Hoje, basta verificar no sistema, que já informa se está disponível, em quais cores, modelos semelhantes, entre outros dados. Ou seja, o tempo de atendimento, que antes durava uma hora, por exemplo, pode ser resumido a cinco minutos.

Isso significa mais clientes sendo atendidos diariamente, há melhor experiência de compra, valorização do funcionário e, é claro, mais produtividade.

2. Redução de custos

À primeira impressão, os custos de implantação de máquinas ou sistemas tecnológicos podem parecer um investimento salgado. No entanto, é preciso pensar a longo prazo.

Ao contrário de um funcionário tradicional, os investimentos tecnológicos desprendem de apenas um gasto (salvo em casos de recursos alugados ou licenciados). Ou seja, tecnologia não demanda licença de software, salários, benefícios, tributos trabalhistas, entre outros gastos bastante expressivos para os bolsos empresariais.

Outro ponto que ajuda a reduzir os gastos é a minimização de erros. É claro que maquinários e softwares também apresentam erros de funcionamento. No entanto, não é comparável aos erros humanos, que acontecem mais frequentemente devido à falta de atenção, cansaço, pouca experiência, entre outras motivações.

3. Minimização de riscos

Além dos riscos oferecidos pelos erros de produção, como mencionamos no tópico anterior, outros problemas também podem ser evitados com o uso da tecnologia. Entre eles, podemos citar:

  • Controle de acesso, que permite a entrada apenas de pessoas autorizadas na empresa ou em determinados ambientes
  • Segurança da informação, através de tecnologias como a nuvem e o blockchain
  • Melhor comunicação da equipe, minimizando as chances de erros, confusões e mal-entendidos
  • Melhor relacionamento com o cliente, já que o armazenamento de seus dados permite um atendimento mais personalizado

Investir em tecnologia tem sido cada vez menos uma opção e mais algo imprescindível para a sobrevivência das médias e grandes corporações.

Você acha que sua empresa deveria investir mais seriamente em recursos tecnológicos? Entre em contato conosco e vamos, juntos, encontrar as melhores soluções em tecnologia para o seu negócio!

Posts Relacionados