FINOps (Cloud Financial Management) – O Futuro da governança Cloud

Compartilhe em facebook
Compartilhe em google
Compartilhe em twitter
Compartilhe em linkedin
Compartilhe em email

Cloud Computing é uma ferramenta poderosa, escalável e flexível que muitas empresas são capazes de usar a seu favor. No entanto, como a nuvem híbrida descentraliza o acesso aos recursos em nuvem, os usuários em nuvem são desafiados com custos descontrolados e pouca visibilidade. Isto dificulta o controle de orçamento de TI e fluxo financeiro da empresa ou em inglês Cloud Financial Management, ou simplemente FINops.

Para superar esses desafios e garantir que sua organização seja bem sucedida em nuvem, você precisa criar uma estratégia abrangente para a gestão financeira em nuvem, junto com sua estratégia de nuvem (Cloud Strategy).

Todo ano a Flexera faz a pesquisa de estado da nuvem no mundo.

Os resultados desta pesquisa estão disponíveis no Flexera 2021 State of the Cloud Report. O relatório explora o que os 750 tomadores de decisão e usuários globais em nuvem estão pensando sobre o mercado público, privado e multi-nuvem. Ele compartilha suas estratégias atuais e futuras em nuvem, muitas vezes mostrando mudanças ano a ano para ajudar a identificar tendências.

“O COVID-19 acelerou a migração para a computação em nuvem”, disse Jim Ryan, presidente e CEO da Flexera. ” As empresas estão se movendo rapidamente, enfrentando desafios e tentando conectar a computação em nuvem aos resultados dos negócios.

“O Flexera 2021 State of the Cloud Report mostra que o apetite por transformação digital é alto”, continuou Ryan, “mas os desafios do mundo real — como gerenciar a segurança e otimizar os gastos em nuvem — ainda devem ser enfrentados.”

Alguns dos principais destaques do Relatório Flexera 2021 state of the Cloud Report:

  • Empresas estão optando diversas nuvens, multi-nuvem;
  • 92% das empresas têm uma estratégia multi-nuvem; 80% têm uma estratégia de nuvem híbrida;
  • Os entrevistados utilizam uma média de 2,6 nuvens públicas e 2,7 privadas
  • A adoção de nuvem pública continua a acelerar;
  • 31% das empresas gastam mais de US$ 12 milhões por ano em nuvem pública;
  • Espera-se que 54% das cargas de trabalho corporativas estejam em nuvem pública em 12 meses;
  • 90% dos entrevistados que responderam a uma pergunta sobre o COVID-19 esperam que o uso da nuvem exceda os planos devido à pandemia
  • Entendendo iniciativas e métricas em nuvem;
  • 61% do plano global para otimizar os custos em nuvem em 2021, tornando-se uma iniciativa de topo pelo quinto ano consecutivo;
  • 59% dos usuários avançados nomeiam a migração na nuvem como uma iniciativa chave;
  • 76% de eficiência de custo e economia para medir o progresso da nuvem;
  • Organizações adotando uma abordagem centralizada para a nuvem;
  • 75% das empresas têm uma equipe central de nuvem ou centro de excelência, CCoE;
  • 54% das equipes de nuvem são responsáveis por reger o uso e os custos do IaaS/PaaS;
  • 63% das empresas relatam usar provedores de serviços gerenciados em nuvem para uso em nuvem pública;
  • AWS lidera, Azure continua a diminuir a diferença em segundo lugar;
  • Todos os sete provedores de nuvem rastreados no State of the Cloud Report tiveram crescimento.
    • A adoção da AWS cresceu para 77% (de 76% no ano passado);
    • O Azure cresceu para 73% (de 63% no ano passado);
    • O Google Cloud cresceu para 47% (de 35% no ano passado);
    • O VMware Cloud no AWS cresceu para 24% (de 17% no ano passado);
    • Oracle Infrastructure Cloud cresceu para 29% (de 17% no ano passado);
    • O IBM Public Cloud cresceu para 24% (de 13% no ano passado);
    • e o Alibaba Cloud cresceu para 12% (de 7% no ano passado).

O relatório aproveitou um painel de 750 profissionais técnicos de todo o mundo e de uma ampla seção transversal de indústrias, fornecendo insights sobre sua adoção de infraestrutura em nuvem. O painel independente é composto por respondentes vetados com perfis detalhados e é rigorosamente mantido. A pesquisa foi realizada no quarto trimestre de 2020.

O que é Gestão Financeira em Nuvem ou Cloud Financial Management FINops?

O Cloud Financial Management (CFM) é tambem conhecido no mercado como FinOps ou Cloud Cost Management. Pode ser classificado como uma área que ajuda a alinhar e desenvolver metas financeiras, impulsionar uma cultura consciente de custos, estabelecer guardrails para cumprir metas financeiras e obter maior eficiência nos negócios.

A natureza dos serviços em nuvem em constante mudança, bem como seus objetivos de negócios dinâmicos e em evolução, exigirão que seu Cloud Financial Management FINops seja extremamente adaptável.

O CFM FINOps adequado pode ajudá-lo a otimizar e gerenciar melhor seus custos em nuvem, mas apenas se for tratado como um processo contínuo e inserido na cultura e na colaboração entre áreas, equipes e projetos por toda a sua organização. Este modelo trará impactos positivos na governança de seus custos financeiros em nuvens como AWS, Azure, Google Cloud e Vmware.

A construção de um Cloud Financial Management CFM FinOps bem-sucedido pode ser alcançada por empesas de diversos portes pois envolve o estabelecimento em módulos dos seguintes quatro pilares principais: visibilidade, otimização, automação e governança com integração de negócios.

A fim de ajudar a garantir que o CFM Cloud Financial Management comece com uma base sólida e permaneça bem sucedido por muito tempo depois de sua implementação, um grupo de trabalho abrangente, multidisciplinar e colaborativo precisa estar a frente deste “projeto”. Hoje empresas com maior maturidade em Cloud estao criando Centro de Excelência em Nuvem (CCoE) as vezes conhecido como escritório de Cloud Strategy Office ou Cloud Program com foco em FinOps.

Os principais pilares do FINops:

Garantir a reunião de profissionais de tecnologia, negócios e finanças com um novo conjunto de processos, pode levar à uma boa prática FINops. De modo geral, a jornada do FinOps possui três fases ou pilares: informar, otimizar e operar.

Informar

Esta é a primeira fase da jornada do FinOps. É a fase responsável por dar visibilidade. Costumo dizer que a base em Cloud Computing é saber o que está sendo gasto com o que, onde esta sendo gasto e quem está gastando.

Ela é, de fato, essencial para capacitar as organizações e equipes em questões como visibilidade, alocação, benchmarking, orçamento e previsão. Considerando que a natureza da nuvem é bastante elástica em termos de uso e preços, é necessário que as equipes tenham uma visibilidade precisa para tomar decisões assertivas.

Otimizar

Depois que as organizações e equipes são capacitadas, elas precisam otimizar sua presença na nuvem, de forma recorrente em um modelo de PDCA. Assim, as equipes podem otimizar o ambiente dimensionando a plataforma e desativando recursos desnecessários.

Com base nas informações geradas pela primeira fase é possível otimizarmos o custo de diversas maneiras. Higienizando o ambiente, efetuando resizing, troca do tipo de instâncias, reservas de instâncias e até mudanças na arquitetura de uma solução.

Operar

migração para nuvem só terá sucesso caso a empresa consiga construir uma cultura de FinOps bem ampla. Logo, essa cultura deve envolver um centro de custos em nuvem ou Cloud Center of Execellence, incluindo equipes comerciais, financeiros e operacionais que também definam a governança apropriada.

FinOps: Informar, otimizar e operar

A adoção da metodologia FinOps, executada de forma consistente, utilizando as melhores práticas e com a ferramentas adequadas permite a criação de um ciclo virtuoso que ao final traz as Organizações o benefícios do controle e economia de recursos e a possibilidade de adoção de novos serviços de nuvem que sejam de fato úteis ao negócio.

Este processo se apoia em 3 fundamentos que são:

  • Visibilidade da utilização dos recursos, com dados atualizados constantemente e histórico do consumo. Visão da alocação dos recursos áreas de negócio, sistemas, etc.
  • Adoção das ações necessárias que fazem sentido para o negócio. Modificação de planos de contratação, alteração de regiões de consumo, decisões de “rightsizing” ou mesmo desativação de serviços.
  • Busca por melhoria contínua baseada na adoção de práticas reconhecidas, benchmarking, rapidez de entrega e mudança cultural.

Neste sentido, entre as práticas comuns temos: 

  • Eliminação de recursos subutilizados ou não utilizados.
  • Alteração de retenção de snapshots
  • Mudança de tier de storage.
  • Compra  de recursos reservados.
  • Ações de Right-size” & “Right-family”. 
  • Uso de instâncias “spot”.

Qual a estrutura proposta pela FINOps foundation para operar um Centro de Execelência em Nuvem?

O que é um Centro de Excelência em Nuvem?

O Cloud Center of Excellence (CCoE) é um grupo de trabalho multifuncional que rege o uso da nuvem em uma organização, conduzindo as melhores práticas entre as funções.

O CCoE tem três responsabilidades principais:

  • Executar a estratégia em nuvem;
  • Impulsionar a colaboração e usando as melhores práticas recomendadas, como Tagging Management, por exemplo;
  • Avaliar e utilizar a tecnologias em nuvem para apoiar iniciativas de negócios.

Como o CCoE é composto por áreas de toda a organização — principalmente finanças, operações e segurança — os projetos e iniciativas que eles criam têm contexto e buy-in de inúmeras áreas fora de TI, garantindo que todos estejam trabalhando para o que é melhor para a organização.

O CCoE tem a tarefa de criar uma cultura de consciência financeira (FinOps) e responsabilidade, ambas cruciais para operar uma função CFM FINops bem sucedida. Alguns dos benefícios indiretos incluem o aumento das margens de lucro bruto, diminuição dos gastos em nuvem, melhorar a velocidade de DevOps e se tornar mais proativo quando se trata de gerenciamento das nuvens hibridas.  

Se você quiser saber mais sobre como construir sua própria estratégia de Gestão Financeira em Nuvem, disponibilizamos este artigo original em inglês do site VMware. Marque também um HORÁRIO com um de nossos especialistas.

Você sabia que a 4Matt Tecnologia e seus consultores são PIONEIROS no Brasil em Governança de Software, FINops e Cloud Center of Excellence?

Quer ter resultados e um bom gerenciamento da sua nuvem? Fale conosco

Tag: transformação digital, custo na nuvem, tecnologias inovadoras, redução de custo, finops foundation, cloud spend, cloud costs, arquitetura de sistemas, soluções de ti, aplicar em cloud, contact center, digital business, arquitetura de soluções, finops practice, web application firewall, data lake, cloud migration, infraestrutura de ti, site reliability, engineering, business transformation, finops framework, edge computing, bancos de dados, nuvem publica, portal do cliente, conteúdo relacional, finops entenda, otimizar os custos, modelo operacional, microsoft azure, custos da nuvem,disaster recovery, custo de nuvem, inteligência artificial, fale com um especialista, endpoint security, mercado de ti, porta voz do mercado, nuvem privada, technology business, reduza custos, Marcelo Theophilo, cost management, nuvem hibrida, uso da nuvem, cloud cost, google cloud, cloud finops, finops team, finops practitioners, red hat, segurança da informação, gestão de custo, computação em nuvem, otimização de custos, disaster recovery, consumo de nuvem, melhores práticas para otimização, Finops

Posts Relacionados