Logo Principal Roxo 1

O que é ITIL e como começar a utilizar?

Compartilhe em facebook
Compartilhe em google
Compartilhe em twitter
Compartilhe em linkedin
Compartilhe em email

Não basta ter consciência de que a Tecnologia da Informação (TI) é uma área estratégica para as companhias atingirem um desempenho mais expressivo. Também é imprescindível adotar boas práticas de gestão para os serviços ligados a esse segmento estejam dentro ou acima das expectativas. Esse cenário fortalece a necessidade de apostar na metodologia ITIL.

Atualmente, ela é uma das mais requisitadas pelos gestores de TI, porque serve de base sobre como administrar as tarefas de uma equipe e manter as atividades sendo executadas de forma exemplar.

Neste artigo, vamos abordar diversos pontos sobre esse método de gerenciar serviços de TI, com o objetivo de você adotá-lo no seu negócio com eficiência. Confira!

O que é ITIL

Qual a melhor resposta sobre o que é ITIL?

Com certeza, uma boa maneira de definir essa metodologia de gestão de TI é afirmar que se trata de uma biblioteca com as práticas mais indicadas para administrar os serviços de Tecnologia da Informação.

Também é comum denominar ITIL como uma biblioteca, ou seja, um conjunto de obras em que estão documentadas as ações mais bem-sucedidas ao redor do mundo sobre o gerenciamento de TI, após décadas de aquisição de conhecimento.

Vale destacar que o significado da sigla ITIL é: Information Technology Infrastructure Library. Em português, significa Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informação.

Contudo, ITIL não se refere especificamente à infraestrutura de TI. O foco é uma abordagem ampla sobre a gestão tecnológica, o que abrange também atividades ligadas ao desenvolvimento de softwares.

Com o surgimento de uma base de informações relacionadas com a governança de TI e o gerenciamento de serviços tecnológicos, essa metodologia passou a reunir uma gama maior de conhecimento, aspecto imprescindível para agregar valor aos trabalhos dos gestores de Tecnologia da Informação.

Entenda o conceito ITIL V3

Para implementar esse método ITIL de gestão de TI, é recomendado conhecer as modalidades que podem ser implementadas em uma empresa. Uma delas é o ITIL V3, que foi adotado a partir de 2011.

Nele, o ciclo de vida das atividades é dividido em cinco princípios (serviço, processos, funções, medidas e desempenho. Para você assimilar isso de forma plena, vamos abordar os estágios mais relevantes na adoção do ITIL V3. Acompanhe!

Estratégia

A meta é estabelecer a estratégia para uma empresa oferecer serviços digitais aos clientes e manter as atividades funcionando de forma adequada. Para isso, há também um foco na implementação de uma cultura voltada para ações direcionadas aos resultados mais impactantes.  

Desenho

É o momento em que a estratégia de serviço deve ser transformada em atividades concretas. Isso é feito por meio do lançamento de novos serviços ou pelo aprimoramento dos já oferecidos atualmente.

Transição

A intenção é reunir todos os ativos de um serviço para fazer testes e integrá-los. Esse trabalho tem como objetivo verificar a qualidade de um novo serviço para que ele seja lançado de acordo com as melhores práticas do mercado.

Operação

Essa etapa prioriza a adoção de iniciativas que viabilizem a oferta de serviços responsivos. Para isso ser concretizado, é primordial estruturar a gestão de incidentes e a central de atendimentos, o que colabora para uma empresa ser mais dinâmica na manutenção das atividades.

Melhoria contínua

Os trabalhos são voltados para expandir a eficácia e a eficiência dos processos e atividades de TI em uma corporação. Esse estágio tem como meta fazer com que as práticas das demais fases busquem alternativas para melhorar continuamente.

Conheça o ITIL 4

Consiste na versão mais atualizada da metodologia ITIL, sendo lançada em fevereiro de 2019. Vale mencionar que houve profundas mudanças na arquitetura do método.

Com a intenção de expor isso de maneira mais clara, vamos mostrar como o ITIL 4 está composto. Por isso, é importante ler este conteúdo com bastante atenção!

Organizações e pessoas

Por mais que os serviços de TI envolvam software e hardware, é impossível ignorar a relevância dos clientes (internos ou externos), fornecedores e da equipe de Tecnologia da Informação.

Por isso, é muito importante haver um foco em como a gestão dos serviços pode proporcionar uma boa experiência para os stakeholders a partir da melhoria contínua dos trabalhos.

Informação e Tecnologia

As atividades estão voltadas para o gerenciamento do setor de TI promover uma maior disponibilidade dos sistemas e dos serviços digitais, com foco em segurança da informação. 

Parceiros e fornecedores

Para superar os desafios da transformação digital, a área de Tecnologia da Informação necessita de parcerias e de fornecedores de alto nível. Esse fator favorece a contratação de consultorias, equipamentos, software houses e até de fábrica de software.

Fluxos de valor e processos

Nessa fase, o olhar é voltado para os processos de TI. Assim, são maiores as possibilidades de aprimorá-los, levando em consideração as necessidades dos clientes. Essa postura mostra um comportamento mais proativo diante das transformações do mercado.

É válido afirmar que esses quatro estágios do ITIL 4 podem sofrer influências econômicas, ambientais, legais, políticas e tecnológicas. Além disso, essa nova versão se caracteriza por dar um maior foco nos stakeholders em vez da estruturação do serviço em si.

Avalie como implementar essa metodologia

Além do foco na melhoria contínua dos processos e serviços, é necessário ter um olhar atento nos colaboradores para o ITIL se tornar uma prática real no cotidiano de uma empresa.

A partir do conhecimento das versões mais empregadas do método, é possível pensar nos passos necessários para a implementação. Contudo, deve haver uma prioridade na qualificação da equipe para boas práticas de TI serem efetivadas de forma plena.

Esse cenário faz com que as companhias tenham um foco em incentivar os funcionários a obter o ITIL Foundation, certificação necessária para seguir os melhores procedimentos de gestão de Tecnologia da Informação.

Atualmente, a certificação ITIL 4 Foundation é uma porta de entrada para a adoção da versão mais atualizada do framework ITIL. Isso porque permite um conhecimento de como o gerenciamento de TI envolve a criação, entrega e evolução contínua dos serviços.

Para os profissionais de TI, essa certificação ajuda a compreender a estrutura ITIL e como ela pode ser útil no aperfeiçoamento da administração dos serviços de Tecnologia da Informação.

À medida que uma companhia conta com profissionais devidamente habilitados, mais rápida e simples será a implementação da metodologia ITIL em curto prazo.

Veja algumas vantagens de adotar ITIL na sua empresa 

Há diversos benefícios em empregar um método de trabalho com foco na melhoria contínua dos serviços de TI. E entender isso, sem dúvida, vai te ajudar a compreender como investir em uma metodologia avançada de gestão pode fazer a diferença.

Uma vantagem significativa do ITIL envolve a clareza e a rapidez ao priorizar as demandas. Ao executar isso corretamente, a equipe terá um direcionamento do que precisa ser feito de forma mais ágil. Isso contribui para o aumento da produtividade e o foco em resultados. 

Com uma equipe mais bem estruturada, é viável também reduzir os custos e os riscos de TI. Se forem adotadas boas práticas de monitoramento e prevenção a ataques cibernéticos, uma empresa terá consequentemente menos gastos com manutenção. Além disso, vai minimizar as probabilidades de prejuízos com paralisações imprevistas nos serviços.

Outro benefício marcante da metodologia ITIL é fazer com que o setor de TI esteja mais alinhado com a estratégia de negócio. Isso porque a equipe de Tecnologia da Informação vai atuar de acordo com os principais objetivos da organização, o que é crucial para a evolução permanente dos serviços.

Há muitos fatores que justificam um investimento em ITIL. Afinal, é preciso fazer com que o gerenciamento das atividades de TI esteja dentro das perspectivas e das necessidades institucionais.

Histórico

Respondendo à crescente dependência de TI, a Agência Central de Computação e Telecomunicações (CCTA) do Governo do Reino Unido, na década de 1980, desenvolveu um conjunto de recomendações. Reconheceu que, sem padrões, as agências governamentais e os contratos do setor privado começaram a criar independentemente suas próprias práticas de gerenciamento de TI.

A Biblioteca de Infraestrutura de TI originou-se como uma coleção de livros, cada um abrangendo uma prática específica dentro do gerenciamento de serviços de TI. O ITIL foi construído em torno de uma visão baseada em modelo de processo de controlar e gerenciar operações frequentemente creditadas a W. Edwards Deming e seu ciclo PDCA (planejar-fazer-checar-agir).

Após a publicação inicial em 1989-96, o número de livros cresceu rapidamente dentro da versão 1 do ITIL para mais de 30 volumes.

Em 2000/2001, para tornar o ITIL mais acessível (e acessível), o ITIL Versão 2 consolidou as publicações em nove “conjuntos” lógicos que agrupavam as diretrizes de processo relacionadas para corresponder a diferentes aspectos do gerenciamento de TI, aplicativos e serviços.

Os conjuntos de Gerenciamento de Serviço (Suporte de Serviço e Entrega de Serviço) eram de longe os mais amplamente usados, divulgados e compreendidos das publicações do ITIL Versão 2.

  • Em abril de 2001, a CCTA foi incorporada no OGC , um escritório do Tesouro do Reino Unido. 
  • Em 2006, o glossário do ITIL Versão 2 foi publicado.
  • Maio de 2007, esta organização emitiu o ITIL versão 3 (também conhecido como o ITIL Refresh Project), composto por 26 processos e funções, agora agrupados em apenas 5 volumes, organizados em torno do conceito de estrutura de ciclo de vida do serviço. A versão 3 do ITIL agora é conhecida como ITIL 2007 Edition.
  • Em 2009, o OGC anunciou oficialmente que a certificação da ITIL Versão 2 seria retirada e lançou uma consulta importante sobre como proceder. 
  • Em julho de 2011, a edição de 2011 do ITIL foi publicada, fornecendo uma atualização para a versão publicada em 2007. O OGC não é mais listado como o proprietário do ITIL, após a consolidação do OGC no Gabinete.

A 4ª edição do ITIL começa com o livro ITIL Foundation, lançado em 18 de fevereiro de 2019.

Se você gostou deste artigo, fique à vontade para compartilhar este conteúdo nas redes sociais. Sem dúvida, o conhecimento é peça-chave para atingir grandes resultados!

Tags: ServiceNow, Snow Software, Gestão de Ativos de Software, Software Asset Management, SAM, FINOps, ITAM, ITSM, Flexera, Cloud Management, princípios orientadores, itil v4, custos de ti, princípios orientados da itil, profissional de atendimento, versão anterior, curso itil, certificação itil foundation, tag manager, exame de certificação itil, gestão de projetos, estruturante da itil, conjunto de boas práticas
gerenciamento de acesso, gerenciamento de implantação, iterativamente com feedback, metodologia ágil, materiais gratuitos, práticas do itil, modelo operacional, promover visibilidade, abordagem holística operações de ti, agile devops, itil master, principal objetivo do itil, dimensões do gerenciamento, equipes de ti, principal objetivo, práticas gerais, objetivos do itil, gerais de gerenciamento, implementar itil, biblioteca itil, gerenciamento técnico, fale conosco, atendimento ao cliente, práticas gerais de gerenciamento, práticas de gerenciamento técnico, gerenciamento de capacidade, gerenciamento de continuidade, componentes chave, práticas itil, gerenciamento de liberação, gerenciamento de disponibilidade, gerenciamento de mudanças, etapas do ciclo, gerenciamento de incidente, orientações da itil, gerenciamento de segurança, melhores práticas, certificação itil, práticas de gerenciamento, segurança da informação, agência central de computadores, processos de ti
práticas de ti, information technology infrastructure library, profissionais de ti, itil na sua empresa, governança de ti.

Posts Relacionados