Inventário de Software – A fundação para a implantação do SAM

Inventário de Software 4Matt
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Nestes mais de 10 anos trabalhando com Gerenciamento de Ativos de TI, os clientes nos perguntam de forma recorrente como aumentar seu nível de maturidade em gerenciamento de ativos de software (SAM), do setor de TI, da gestão do inventário ou do mais conhecido como inventário de TI.

Para isso, criamos uma escala de maturidade baseado em modelos do setor de TI como Gartner, IAITAM e ITIL onde apresentamos quatro níveis de maturidade para melhorar a gestão de TI.

No Nível 1 (veja a figura abaixo), você começa a coletar o inventário de software em toda a sua infraestrutura atual de TI. 

Neste mesmo momento, é preciso a coleta de informações relevantes de inventário de hardware ou componentes de hardware suficientes para determinar o consumo de licenças para licenças com base nas características como processador, cores, memória RAM e disco.

Inventário de Software

 

Inventário de Softwares

Muitas vezes, no Nível 1, você está usando uma fonte de dados de uma ferramenta que foi implementada para atender a uma necessidade de TI, diferente das atividades do SAM.

É muito comum que estas ferramentas tenham sido adquiridas para fins como: deployment de pacotes, instalar softwares, service desk, ou acesso remoto. Como exemplo destes software de inventário podemos citar Microsoft SCCM, Altiris e BMC.

Apesar da enorme quantidade de dados vindos destas fontes de informações de ferramentas de inventário de ativos de TI, estes são suficientes para atender apenas às necessidades de negócios para a qual foram originalmente destinadas. 

Por exemplo, um banco de dados de gerenciamento de configuração (CMDB) conterá informações de configuração de hardware e poderá conter informações de alto nível sobre software, como o Sistema Operacional e a aplicação principal de servidores.  

Mas um CMDB geralmente não terá informações completas de inventário de software e raramente contém informações sobre os contratos, chegando apenas no nível de sistemas operacionais. 

Essa lacuna significa que o banco de dados do CMDB sozinhos não podem fornecer detalhes suficientes para atingir a verdadeira maturidade do SAM Nível 1; na melhor das hipóteses, os dados do CMDB podem fornecer uma visão geral dos aplicativos instalados.

Iniciando um processo SAM na empresa

Quando isso se torna um problema é quando uma iniciativa SAM pode ser acelerada e criada a partir de uma perspectiva de governança de software ou gestão de contratos. 

Em algumas organizações, o processo de orçamento, compras e gerenciamento de fornecedores é relativamente mais maduro em comparação com o processo de governança de software, particularmente no que diz respeito a servidores e data centers.

Uma equipe de compras de megavendors como produtos Microsoft, Oracle, SAP ou IBM e também para gestão de fornecedores de TI, normalmente tem uma maior visão das complexidades que existem dos modelos de licença de software, renovações de manutenção e suporte, bem como as regras de Licença de Usuário Final (EULAs). 

Este time de compras, no entanto, muitas vezes não tem visibilidade ou controle direto sobre o processo de coleta de inventário de software e disponibilizaçao dos mesmos.

Eles historicamente se baseiam em relatórios manuais de planilhas em Excel exportada dos aplicativos para obter uma posição de inventário estimada e, em seguida, realizam uma reconciliação manual dos seus direitos de licença para definir o que será comprado ou renovado.

Como ter controle preciso e completo dos inventário de softwares:

Neste modelo, infelizmente é mais fácil perder o controle não tendo um inventário de software preciso e atualizado.  A governança de TI pode olhar para CMDBs existentes, para soluções de instalar software ou de ativos de hardware e irão concluir que o foco deve ser na automatização do processo de conciliação de inventário, levando em consideração os direitos de cada software e seus contratos (Nível 3), ou mesmo passar para o Nível 4, onde o consumo de licenças é otimizado. 

Mas, na verdade, a falta de um inventário de software preciso significa que a maturidade do SAM da organização é construída sobre uma base instável.

Uma maneira confiável de coletar evidências de aplicativos (evidências de instalação e quando necessário, dados de registros como chaves e utilização) e de reconhecer corretamente o software instalado, é fundamental para melhorar os processos de SAM na empresa. 

Relatórios manuais por proprietários de aplicativos normalmente não são escaláveis e, mais importante, normalmente não podem ser usados como base para qualquer tipo de processo automatizado de otimização de licença de software. 

Além disso, muitos fornecedores de software em uma situação de auditoria, como uma Auditoria da Microsoft, terão uma expectativa de coleta automatizada de inventário de software e não somente usar os dados de active directory. 

A maturidade em gestão de ativos

Sua maturidade em Gestão de Ativos de Software – SAM, é um espelho da qualidade dos dados do  inventário de software, e se você estiver confiando em fontes de inventário imprecisas e/ou incompletas, você irá gerar resultados imprecisos ou incompletos de conformidade de licença de software e principalmente, não poderá otimizar de forma mais agressiva os contratos.  

O uso de uma solução de inventário de software que utilize o conceito e siga os requisitos de gerenciamento de ativos de software (SAM) a otimização de licenças pode ser o primeiro caminho para um estado mais otimizado e compatível de contratos de software para sua organização.

Outro benefício que a gestão de inventários pode trazer para a empresa é a segurança dos dados, devido ao fato do gestor de TI e as áreas fins ter um monitoramento constante para tomadas de decisão.

Se você gostou deste tipo de texto e quer saber mais sobre Gestão de Ativos de Software e como você pode adotar diferentes metodologias para trazer benefícios para sua empresa, leia mais artigos aqui no nosso blog! 

Temos vários assuntos e várias opções que podem te ajudar com dicas e novas ideias, e caso tenha alguma dúvida, entre em contato com um de nossos consultores ou abra um chamado de suporte para que ele possa responder à todas as suas perguntas.

Nós somos a 4Matt Tecnologia, especialistas em Governança de Software e CCoE, Cloud Center of Excellence.

Trabalhe Conosco

Relacionados

Newsletter 4Matt

Materiais Gratuitos

Tenha acesso a E-Books, Infográficos, Webinars e Vídeos

Posts Relacionados

Covid-19-recovery-will-be-digital-a-plan-for-the-first-90-days
Tecnologia da Informação

A recuperação do COVID-19 será Digital

A rápida migração para tecnologias digitais impulsionada pela pandemia continuará na recuperação. Veja como acelerar as capacidades digitais da sua organização para manter o ritmo

Snow-Software Aquires Embotics
Governança

Snow Software compra a Embotics

A Snow Software, líder no quadrante mágico do Gartner em Gestão de Ativos de Software (Software Asset Management SAM) e Cloud Management Platform CMP, adquiriu

CloudHealth by Vmware
Governança

CloudHealth, O que é?

Quando falamos sobre computação em nuvem (cloud computing), precisamos de alguma forma falar de uma plataforma CMP ou Cloud Management Platform para a gestão dos